As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.

Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

É a Personale, de mãos dadas com a saúde física, informando você! 

© 2015 | Personale Premium Fitness - Um novo conceito em academia.

Exercício resistido melhora a ansiedade e depressão de mulheres de meia-idade

Com o avanço da idade, principalmente depois dos 50 anos, ocorrem mudanças significativas no metabolismo de homens e mulheres, como diminuições nas concentrações de hormônio do crescimento (growth hormone – GH), crescimento insuline-símile 1 (insulin-like growth fator 1 IGF-1), da quantidade de massa óssea (osteopenia)3,4, massa muscular (sarcopenia)5,6, entre outras alterações. A perda de massa muscular pode chegar a 40%7.

 

Juntamente com as alterações fisiológicas próprias do envelhecimento, podem ocorrer diminuições na autoestima, isolamento social e depressão, impactando a saúde mental. A depressão é mais frequente entre os idosos em decorrência de maior limitação física, incidência de doenças e pior status socioeconômico, já que esses fatores têm sido associados aos sintomas depressivos. Tais fatores colaboram para diminuição da qualidade de vida, da autonomia, surgimento de doenças crônicas e de processos demenciais.

 

Dessa forma, esse grupo de pesquisadores resolveu investigar esse comportamento e desenvolveram um estudo que nos ajuda a entender esse contexto. Veja abaixo:

 

Resumo da pesquisa

O estudo comparou níveis de ansiedade e depressão de mulheres treinadas em exercício resistido e de sedentárias. Quarenta mulheres, 20 treinadas (GT) e 20 não treinadas (GC), (GT=56,9±6,6 anos; 27,3±4,8kg/m2 ), (GC=51,5±5,0 anos; 27,0±7,7 kg/m2 ) participaram do estudo. As participantes responderam a escala HAD com 14 questões relacionadas aos níveis de ansiedade e depressão. O GC apresentou escores mais elevados de depressão e ansiedade que o GT.

 

Os resultados para ansiedade (GT=5,2±2,7; GC=9,5±4,0) e depressão (GT=4,1±2,6; GC=7,7±4,0) diferiram significativamente (P<0,05) entre os grupos. Pode-se concluir que mulheres de meia idade que participaram de programa de exercícios resistidos apresentaram melhor estado de saúde mental verificados por menores níveis de depressão e ansiedade do que mulheres sedentárias.
 

Por: educacaofisica.com.br

Please reload

Em destaque

A importância da avaliação postural

10 Feb 2017

1/3
Please reload

Postagens recentes
Please reload

Publicações
Please reload

Siga a Personale
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square