As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.

Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

É a Personale, de mãos dadas com a saúde física, informando você! 

© 2015 | Personale Premium Fitness - Um novo conceito em academia.

Não avalie o resultado do treino pelo peso mostrado na balança

O peso total do nosso corpo é uma soma da massa muscular, massa gorda, massa óssea, massa visceral e água. Mesmo assim, por muito tempo, se afirmou que o único parâmetro associado ao emagrecimento era a perda de peso “quantitativa”. Porém, não se pode esquecer a composição corporal, pois ela é o que realmente importa no processo de emagrecimento.

 

Observam-se pessoas desesperadas alegando que depois que começaram a fazer exercícios resistidos com peso aumentou o número na balança, calma! Isso é normal. Massa muscular ocupa menos espaço que a gordura.


Entre duas pessoas que possuem o mesmo peso, que tem estaturas parecidas, aquela que tem mais músculo do que gordura em sua composição corporal é considerada mais saudável.


Quando se inicia um treinamento com foco no emagrecimento o peso atual mostrado na balança pode se manter ou até mesmo aumentar, o que não significa que não houve emagrecimento. Porque, na maioria das vezes está diminuindo a gordura corporal e aumentando a massa muscular o que faz com que o peso não seja a informação mais adequada para identificar o sucesso do seu programa de emagrecimento.


A atividade física irá ocasionar perda de medidas, vai diminuir circunferência de abdômen, quadril, cintura e, claro, a imagem que se vê no espelho.


Lembrando que o peso pode variar dependendo do horário do dia, ou seja, se pesar ao acordar e após o almoço com certeza vai ter uma alteração. E a mulher sente mais ainda essa oscilação de peso, devido ao ciclo menstrual, que gera variação hormonal durante o mês. Retenção de líquidos gerado pelo hormônio progesterona.


Então, se preocupe menos com a balança e busque resultados reais.


Claro que precisamos de uma certa quantidade de gordura para proteger órgãos internos. Mas, vale ressaltar que em excesso pode ocasionar doenças como: diabetes, hipertensão, problemas cardíacos e úlceras.


Faça uma avaliação física, para medir a composição corporal. Só assim, é possível ter um resultado real da quantidade de massa muscular e massa gorda existente no corpo. Ganhar músculo é sempre muito bom, aumenta o metabolismo, proporciona saúde e consequentemente ajuda a emagrecer.


Por: educacaofisica.com.br - Matéria publicada Metrópoles

Please reload

Em destaque

A importância da avaliação postural

10 Feb 2017

1/3
Please reload

Postagens recentes
Please reload

Publicações
Please reload

Siga a Personale
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square